Pular para o conteúdo
Início » Artigos do Blog » Cursos Profissionalizantes » Curso de Vigilante: Formação e Carreira no Setor de Segurança

Curso de Vigilante: Formação e Carreira no Setor de Segurança

Anúncio de Terceiros

Ainda Quebra a Cabeça com Planos de Aula?
Use Planos Prontos!

PLANOS PRONTOSAMOSTRAGANHE:
Educação InfantilVerAtividades para Imprimir + Bônus
Ensino Fundamental 1VerAtividades para Imprimir + Bônus
Ensino Fundamental 2VerAtividades para Imprimir + Bônus
Novo Ensino MédioVerAtividades para Imprimir + Bônus
Ver Tabela Completa por Disciplina

curso de vigilante

O curso de vigilante é uma formação profissional que tem como objetivo capacitar indivíduos para atuarem na área de segurança privada. Esses profissionais são responsáveis por proteger pessoas e bens, controlar acessos e prevenir a prática de crimes, sendo uma área em constante demanda no mercado de trabalho.

Ao longo do curso, os alunos aprendem sobre os fundamentos da vigilância e segurança privada, detectar perigos e avaliar riscos, melhorar sua condição física e compreender o uso de rádios de comunicação e protocolos, entre outras habilidades essenciais para o exercício da função de vigilante.

Há diversas opções de cursos disponíveis, inclusive cursos online gratuitos, permitindo a flexibilidade necessária para compatibilizar as exigências da formação com as responsabilidades pessoais e profissionais dos interessados.

Depois de completar o curso de vigilante, os profissionais estarão aptos a atuar em diversos setores, como portarias, recepções, rondas e segurança física. Além disso, esses profissionais podem receber salários atrativos, que podem chegar até R$ 3.000 mensais, conforme o Via Carreira.

O Que É um Curso de Vigilante

[snippet]O curso de vigilante é uma formação profissional voltada para aqueles que desejam atuar na área de segurança privada. O profissional capacitado terá a habilidade de zelar pela segurança de locais como bancos, hospitais, empresas, escolas e órgãos públicos, garantindo a proteção das pessoas e dos bens presentes nesses setores.[/snippet]

Esse curso oferece conhecimentos teóricos e práticos, incluindo legislação aplicada, técnicas de vigilância, primeiros socorros, gerenciamento de crises e uso de equipamentos de segurança. Além disso, os alunos aprendem a lidar com situações de risco, conflito e emergências, desenvolvendo habilidades de comunicação e liderança.

O mercado de trabalho na área de vigilância tem crescido nos últimos anos, e a demanda por profissionais qualificados é alta. Por isso, realizar um curso de vigilante pode abrir várias oportunidades de emprego tanto no setor público quanto no setor privado.

Para se tornar um vigilante, é necessário atender alguns requisitos, como ter idade mínima de 21 anos, possuir ensino fundamental completo e não apresentar antecedentes criminais. Após concluir o curso de formação, o profissional estará apto a obter sua carteira profissional e atuar no mercado de trabalho.

Anúncio de Terceiros

ATIVIDADES PARA IMPRIMIR
Compre, Imprima e Aplique!

ATIVIDADEAMOSTRAGANHE:
Berçário e MaternalVerBônus Exclusivos!
Educação InfantilVerBônus Exclusivos!
Fundamental 1VerBônus Exclusivos!
Novo Ensino MédioVerBônus Exclusivos!
  Ver Todas as Atividades

Requisitos para Tornar-se um Vigilante

Os requisitos para se tornar um vigilante são estabelecidos por lei e envolvem idade, escolaridade e atestado de bons antecedentes.

Idade

O profissional que deseja atuar como vigilante deve ter no mínimo 21 anos de idade. Essa idade mínima é exigida para garantir que o profissional tenha maturidade para lidar com as responsabilidades da função.

Escolaridade

É necessário possuir instrução correspondente à quarta série do ensino fundamental e ser aprovado em um curso de formação de vigilante realizado por uma empresa devidamente autorizada. Além disso, é importante saber ler e escrever, garantindo assim o pleno desempenho das atividades do vigilante.

Caso você tenha interesse em obter seus diplomas de ensino médio e fundamental, veja como fazer um curso supletivo online: Supletivo Online Reconhecido pelo MEC | Curso Supletivo EAD

Atestado de Bons Antecedentes

Outra exigência para se tornar um vigilante é não possuir antecedentes criminais. Isso demonstra que o profissional possui um histórico correto e ético, proporcionando maior confiança para seus futuros empregadores no setor de segurança privada.

Etapas do Curso de Vigilante

O curso de vigilante é uma formação profissional importante para quem deseja atuar na área de segurança privada. Este curso abrange diversas etapas que garantem o preparo adequado dos profissionais para atuarem no mercado de trabalho. Vamos detalhar as principais etapas do curso de vigilante: teoria, prática e avaliações.

Teoria

A etapa teórica do curso de vigilante é fundamental para a formação do profissional. Nessa fase, os alunos aprendem sobre legislação, noções de segurança privada, direitos humanos, relações humanas no trabalho, entre outros temas relevantes. A base teórica é essencial para que o vigilante compreenda suas responsabilidades e atue de acordo com os padrões exigidos pela profissão.

Prática

Após a etapa teórica, os alunos passam pela fase de treinamento prático. Nesta etapa, os futuros vigilantes aprendem a realizar rondas, controlar o acesso de pessoas e veículos, monitorar câmeras de segurança e lidar com situações suspeitas. Além disso, eles também são treinados em primeiros socorros, combate a incêndios e técnicas de defesa pessoal. A prática permite que os alunos desenvolvam habilidades e competências necessárias para exercerem a função de vigilantes com eficiência e segurança.

Avaliações

As avaliações são uma parte crucial do curso de vigilante, pois servem para verificar o conhecimento adquirido e garantir que os profissionais estão aptos a trabalhar na área. As avaliações podem incluir testes escritos, exames práticos e análises de desempenho durante as atividades do curso. Além disso, é necessário realizar um exame psicotécnico para se matricular no curso. Ao concluir todas as etapas do curso e ser aprovado nas avaliações, o aluno recebe o certificado de conclusão, emitido por escolas de formação de vigilantes devidamente autorizadas. (Polícia Federal).

Categorias de Vigilante

curso para vigilantes

O curso de vigilante capacita profissionais para atuar em diferentes áreas da segurança privada. A categoria de vigilante é definida de acordo com a formação e especializações recebidas durante o curso. Vamos abordar três categorias principais: Vigilante Patrimonial, Vigilante de Transporte de Valores e Segurança Pessoal.

Vigilante Patrimonial

O Vigilante Patrimonial é responsável pela segurança de estabelecimentos comerciais e industriais. Este profissional tem como objetivo proteger o patrimônio e garantir a segurança das pessoas que frequentam ou trabalham no local. Para exercer essa função, o vigilante deve ser treinado em primeiros socorros, prevenção e combate a incêndios, criminalística e outras disciplinas relevantes.(Via Carreira)

Vigilante de Transporte de Valores

Um Vigilante de Transporte de Valores cuida da segurança do transporte de dinheiro e outros bens valiosos. Esses profissionais precisam estar preparados para enfrentar situações adversas e garantir a integridade dos itens transportados, bem como a segurança da equipe envolvida. Durante o curso, o vigilante aprende sobre segurança física, manuseio de armamento e técnicas de defesa pessoal.

Segurança Pessoal

A Segurança Pessoal engloba profissionais responsáveis pela proteção de indivíduos e suas famílias, incluindo autoridades, executivos e celebridades. Para atuar nesta área, o vigilante deve dominar habilidades específicas de segurança e prevenção, bem como medidas reativas em situações emergenciais. Técnicas de defesa pessoal, uso progressivo da força e gerenciamento de crises são alguns dos conhecimentos adquiridos durante o curso.

Com a formação e especializações adequadamente concluídas, o profissional pode atuar em diversas áreas da segurança privada, sempre buscando oferecer o melhor serviço de proteção e prevenção.

Legislação Aplicada

A legislação aplicada aos vigilantes é um conjunto de normas que regulam a atuação dos profissionais de segurança privada no Brasil. Essas normas estabelecem os direitos e deveres dos vigilantes, garantindo a qualidade e a legalidade de suas atividades.

Anúncio de Terceiros

ATIVIDADES PARA IMPRIMIR
Compre, Imprima e Aplique!

ATIVIDADEAMOSTRAGANHE:
Educação EspecialVerBônus Exclusivos!
Jogos PedagógicosVerBônus Exclusivos!
Datas ComemorativasVerBônus Exclusivos!
Para AlfabetizaçãoVerBônus Exclusivos!
Ver Todas as Atividades

A formação de um vigilante envolve um treinamento de no mínimo 160 horas aula e exige Curso com Certificado Válido. Esse treinamento proporciona aos profissionais conhecimentos, técnicas, habilidades e atitudes necessárias para exercer a função com competência.

A legislação relativa à segurança privada no Brasil inclui leis, decretos e portarias específicas. Segundo o site Gestão de Segurança Privada, essa legislação garante a organização e o controle das atividades da área, evitando que se transformem em milícias independentes e sem supervisão.

Entre os principais dispositivos legais aplicados aos vigilantes, destacam-se:

  • Lei nº 7.102/1983: estabelece normas para a segurança de estabelecimentos financeiros e a fiscalização das empresas de segurança privada;
  • Decreto nº 89.056/1983: regulamenta a Lei nº 7.102/1983 e cria o serviço de segurança privada no Brasil;
  • Portaria nº 387/2006 do Ministério da Justiça e da Secretaria de Segurança Pública: define normas e procedimentos para o exercício das atividades de segurança privada;

Além disso, os vigilantes devem ficar atentos às atualizações e modificações na legislação, bem como seguir as orientações do Manual do Vigilante, publicado pela Polícia Federal.

Conhecer e aplicar a legislação vigente é fundamental para que os vigilantes atuem de forma correta e eficiente na proteção de pessoas, patrimônios e exercício de suas atividades profissionais.

Mercado de Trabalho para Vigilantes

O mercado de trabalho para vigilantes é bastante amplo e a profissão é muito requisitada atualmente. A segurança privada tem ganhado cada vez mais espaço no Brasil e no mundo, e os vigilantes têm se destacado em diferentes áreas de atuação.

Anúncio de Terceiros

ATIVIDADES PARA IMPRIMIR
Compre, Imprima e Aplique!
ATIVIDADEAMOSTRAGANHE:
Consciência FonológicaVerBônus Exclusivos!
Inglês e EspanholVerBônus Exclusivos!
Atividades BíblicasVerBônus Exclusivos!
Atividades NatalinasVerBônus Exclusivos!
Ver Todas as Atividades

Existem diversas oportunidades de emprego para vigilantes, e é possível trabalhar em áreas como: segurança patrimonial, onde um vigilante pode proteger a vida e o patrimônio das pessoas; escolta armada, que requer o curso de formação de vigilantes (CFV); e consultoria de segurança privada. A receita desse mercado global tem projeção estimada em 240 bilhões de dólares até 2020.

Quanto ao salário de um vigilante, a média salarial no Brasil é de R$ 1.737,84 por mês para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais. Os valores podem variar devido à localidade e à demanda por profissionais qualificados.

Para se tornar um vigilante, é necessário realizar um curso de formação específico. Os valores investidos em um curso de vigilante variam entre R$450,00 e R$600,00, dependendo da escola e da localidade do país. Ao concluir o curso, o profissional estará apto a atuar nas diversas áreas mencionadas e a encontrar oportunidades de emprego em um mercado em constante crescimento.

5/5 - (1 vote)
Compartilhe este Post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prezado(a) Educador(a), o Conteúdo Integral deste artigo é Exclusivo para Assinantes.

Seja ASSINANTE e veja o conteúdo integral dos Artigos.
Tenha acesso livre aos -Planos de Aula - e -Atividades-

Torne-se ASSINANTE e tenha Acesso às Ferramentas Inteligentes:
Gerador Automático de Planos de Aula -
-Gerador de Ideias de Atividades-

Ganhe BRINDES de Atividades para Imprimir; desfrute de Vantagens Exclusivas!👇