Pular para o conteúdo
Início » Planos de Aula e Conteúdos para Educação Infantil » Plano de Aula Regras de Convivência: Educação Infantil

Plano de Aula Regras de Convivência: Educação Infantil

Anúncio

Confira o(s) Plano(s) de Aula Pronto(s) ao Final

O Plano de Aula é uma ferramenta essencial para a organização das atividades pedagógicas na Educação Infantil. Através dele, é possível planejar e estruturar as aulas, considerando as necessidades e características das crianças, bem como os objetivos e competências propostos pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Neste artigo veremos como fazer um plano de aula sobre regras de convivência para alunos da educação infantil.

Discutindo o Tema

Um dos aspectos fundamentais a serem trabalhados no Plano de Aula é o desenvolvimento de regras de convivência.

A Educação Infantil é um período crucial para a formação de valores e atitudes, e a construção de normas e limites é essencial para a promoção de um ambiente saudável e respeitoso.

Nesse sentido, o Plano de Aula deve contemplar atividades que estimulem a reflexão e a construção coletiva de regras, levando em consideração a diversidade cultural e as particularidades de cada grupo de crianças.

É preciso destacar que o Plano de Aula deve estar em conformidade com a BNCC, que estabelece as competências e habilidades que devem ser desenvolvidas em cada etapa da Educação Infantil.

Dessa forma, as regras de convivência devem estar alinhadas aos objetivos educacionais propostos pela BNCC, promovendo o desenvolvimento integral das crianças e contribuindo para a formação de cidadãos críticos, responsáveis e atuantes na sociedade.

Plano de Aula Regras de Convivência

Importância das Regras de Convivência

As regras de convivência são fundamentais para o desenvolvimento das crianças na Educação Infantil, visto que, através delas, é possível estabelecer limites e orientar as crianças em relação ao que é certo e errado.

Além disso, as regras de convivência ajudam a promover valores importantes como o respeito, a autonomia e a identidade.

Respeito e Convivência

As regras de convivência na Educação Infantil têm como objetivo principal ensinar as crianças a respeitar o próximo e a conviver em sociedade.

Nesse sentido, é fundamental que as crianças aprendam a compartilhar, a ouvir e a respeitar as diferenças.

Dessa forma, as regras de convivência ajudam a promover a empatia, a solidariedade e o respeito mútuo.

Autonomia e Identidade

As regras de convivência também ajudam a promover a autonomia e a identidade das crianças.

Ao estabelecer limites e regras claras, as crianças se sentem mais seguras e confiantes para explorar o mundo ao seu redor.

Além disso, as regras de convivência ajudam a promover a autoestima e a autoconfiança das crianças, uma vez que elas se sentem capazes de seguir as regras e de conviver em sociedade.

Em resumo, as regras de convivência são fundamentais para o desenvolvimento das crianças na Educação Infantil.

Elas ajudam a promover valores importantes como o respeito, a autonomia e a identidade, além de ensinar as crianças a conviver em sociedade e a respeitar o próximo.

Desenvolvendo Habilidades

Na Educação Infantil, a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) estabelece objetivos de aprendizagem e desenvolvimento que devem ser trabalhados pelos professores em sala de aula.

Dentre esses objetivos, destacam-se as habilidades que as crianças devem adquirir ao longo do processo de ensino-aprendizagem.

Habilidades Essenciais

Conforme a BNCC, as habilidades essenciais que devem ser desenvolvidas na Educação Infantil incluem a comunicação, a colaboração, a criatividade, a curiosidade, a empatia, a ética e a resiliência.

Essas habilidades são fundamentais para o desenvolvimento integral das crianças e devem ser trabalhadas de forma integrada com os conteúdos curriculares.

Pensamento e Criatividade

Além das habilidades essenciais, a BNCC também destaca a importância do desenvolvimento do pensamento crítico e criativo nas crianças.

Isso implica em estimular a curiosidade, a imaginação e a capacidade de resolver problemas de forma autônoma e criativa.

Para desenvolver essas habilidades, os professores devem incentivar a experimentação, a exploração e a descoberta por meio de atividades lúdicas e desafiadoras.

É preciso também valorizar a diversidade de ideias e perspectivas, incentivando a expressão e o diálogo entre as crianças.

Em suma, o desenvolvimento das habilidades na Educação Infantil é fundamental para a formação integral das crianças e deve ser trabalhado de forma integrada com os conteúdos curriculares.

Dessa forma, os professores podem contribuir para que as crianças se tornem sujeitos críticos, criativos e capazes de lidar com os desafios do mundo contemporâneo.

Atividades Práticas

As atividades práticas são essenciais para o desenvolvimento das crianças na educação infantil, conforme a BNCC.

Através de atividades práticas, as crianças podem aprender a conviver em grupo, respeitar regras e limites, além de desenvolver habilidades motoras e cognitivas.

Arte e Expressão

Atividades de arte e expressão são importantes para que a criança possa se expressar, criar e explorar sua criatividade.

Além disso, atividades de arte podem ajudar a desenvolver habilidades motoras finas, como a coordenação motora.

Algumas atividades de arte e expressão que podem ser realizadas na educação infantil incluem:

  • Pintura com as mãos ou com pincéis
  • Desenho livre
  • Colagem
  • Modelagem com massinha
  • Teatro de fantoches

Brincadeiras e Jogos

As brincadeiras e jogos são importantes para a socialização das crianças, além de ajudar no desenvolvimento de habilidades motoras e cognitivas.

Através de brincadeiras e jogos, as crianças podem aprender a trabalhar em equipe, respeitar regras e limites, além de desenvolver a criatividade.

Algumas brincadeiras e jogos que podem ser realizados na educação infantil incluem:

  • Pega-pega
  • Esconde-esconde
  • Amarelinha
  • Queimada
  • Jogo da memória

Rotina e Organização

A rotina e organização são importantes para que as crianças possam aprender a se organizar e a respeitar horários e regras. Além disso, a rotina pode ajudar a criança a se sentir mais segura e confiante.

Algumas atividades que podem ser realizadas para trabalhar a rotina e organização na educação infantil incluem:

  • Organização da sala de aula
  • Definição de horários para atividades
  • Criação de um calendário para a sala de aula
  • Rotina de higiene pessoal
  • Definição de regras de convivência e respeito mútuo

Em resumo, as atividades práticas são importantes para o desenvolvimento das crianças na educação infantil, e devem ser planejadas de acordo com a BNCC.

As atividades de arte e expressão, brincadeiras e jogos, e rotina e organização são algumas das atividades que podem ser realizadas para trabalhar o desenvolvimento das crianças.

Integrando a BNCC no Plano de Aula

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento que estabelece as aprendizagens essenciais que os alunos devem adquirir em cada etapa da Educação Básica.

É importante que os professores conheçam a BNCC e a integrem em seus planos de aula, para que possam garantir uma formação completa e coerente aos alunos.

Campos de Experiência

A BNCC organiza as aprendizagens em cinco Campos de Experiência: O Eu, O Outro e O Nós; Corpo, Gestos e Movimentos; Traços, Sons, Cores e Formas; Escuta, Fala, Pensamento e Imaginação; e Espaços, Tempos, Quantidades, Relações e Transformações.

Cada Campo de Experiência abrange uma série de habilidades e competências que os alunos devem desenvolver. Ao elaborar o plano de aula, o professor deve escolher um ou mais Campos de Experiência que se relacionem com o conteúdo que será trabalhado.

Componentes Curriculares

Os Componentes Curriculares são as disciplinas que compõem o currículo escolar. Eles são organizados em quatro áreas de conhecimento: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

Ao elaborar o plano de aula, o professor deve escolher um ou mais Componentes Curriculares que se relacionem com o conteúdo que será trabalhado.

É importante que o professor faça uma conexão entre os Componentes Curriculares e os Campos de Experiência, para que os alunos possam compreender a importância e a relevância do conteúdo.

Ao integrar a BNCC no plano de aula, o professor garante que os alunos estejam sendo preparados para a vida e para o mundo.

A BNCC é uma ferramenta importante para garantir a qualidade da educação e a formação integral dos alunos.

Recursos e Sugestões

Ao planejar uma aula conforme a BNCC para a educação infantil, é importante considerar os recursos e sugestões que podem ser utilizados para enriquecer a experiência de aprendizado das crianças.

Nesta seção, serão apresentados alguns recursos e sugestões que podem ser utilizados pelos professores.

Livros Infantis e Música

Os livros infantis e a música são recursos valiosos para a educação infantil. Eles podem ser utilizados para ensinar conceitos importantes de forma lúdica e divertida. Alguns livros infantis que podem ser utilizados em sala de aula são:

  • “Adivinha quanto eu te amo” de Sam McBratney
  • “O menino maluquinho” de Ziraldo
  • “A casa sonolenta” de Audrey Wood

Além disso, a música também pode ser utilizada para ensinar conceitos importantes. Músicas infantis como “Atirei o pau no gato” e “Ciranda cirandinha” podem ser utilizadas para ensinar sobre ritmo e movimento.

Recursos Online Gratuitos

A internet é uma fonte rica de recursos que podem ser utilizados em sala de aula. Algumas opções gratuitas são:

  • Nova Escola: A plataforma Nova Escola disponibiliza materiais pedagógicos gratuitos para professores. É necessário fazer login para acessar o conteúdo.
  • PDFs e PPTs: Existem diversos materiais disponíveis em formato PDF e PPT que podem ser utilizados em sala de aula. Uma busca no Google pode levar a diversos materiais gratuitos.
  • Recursos Online Gratuitos: Existem diversos sites que disponibilizam recursos pedagógicos gratuitos para professores. Alguns exemplos são: “Educação Infantil”, “Ensino Fundamental” e “Educação Inclusiva”.

Ao utilizar esses recursos e sugestões, os professores podem enriquecer a experiência de aprendizado das crianças e tornar as aulas mais divertidas e envolventes.

É importante adaptar o plano de aula conforme a realidade da turma e o contexto da escola, garantindo que as atividades sejam lúdicas, envolventes e adequadas ao desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças. Também, procure sempre incentivar a participação ativa dos alunos e valorizar suas ideias e contribuições.

Plano de Aula Pronto

Este Plano de Aula é Exclusivo para Assinantes. Faça sua Assinatura para ter acesso liberado a Todos os Planos de Aula deste Site - Apenas R$ 12,00 por Ano:

Implementação do Plano de Aula

Este Plano de Aula é Exclusivo para Assinantes. Faça sua Assinatura para ter acesso liberado a Todos os Planos de Aula deste Site - Apenas R$ 12,00 por Ano:

Antes da Aula

  1. Planejamento Detalhado:
  • Releia os objetivos e atividades propostas para familiarizar-se completamente com o fluxo da aula.
  • Prepare todos os recursos didáticos necessários: livros de histórias, cartolinas, canetas coloridas, materiais para o jogo cooperativo.
  1. Organização do Espaço:
  • Arrume a sala de aula de forma a promover a interação. Cadeiras ou almofadas em círculo são ideais para a roda de conversa e leitura compartilhada.
  • Prepare o espaço para o jogo cooperativo, garantindo segurança e liberdade de movimento.
  1. Preparação do Material:
  • Verifique o livro de histórias ou o conto a ser utilizado, assegurando-se de que o material é apropriado para a faixa etária e ressalta os valores desejados.
  • Prepare o mural, cortando a cartolina em tamanho adequado e dispondo canetas e outros materiais de arte.

Durante a Aula

  1. Acolhimento (20 minutos):
  • Inicie com uma breve roda de conversa, apresentando o tema da aula e incentivando as crianças a expressarem suas ideias sobre convivência e regras sociais.
  • Explique o propósito da aula, criando um ambiente acolhedor e de abertura para o diálogo.
  1. Leitura Interativa (20 minutos):
  • Conte a história escolhida, enfatizando as partes que ilustram a importância da empatia e do respeito mútuo.
  • Faça pausas estratégicas para perguntar às crianças sobre seus sentimentos e pensamentos relacionados aos eventos da história.
  1. Jogo Cooperativo (30 minutos):
  • Organize um jogo que reforce o conceito de trabalho em equipe e cooperação. Certifique-se de que todos participem e contribuam para o objetivo comum.
  • Após o jogo, promova uma discussão sobre como se sentiram, o que aprenderam sobre trabalhar juntos e como as regras ajudaram na atividade.
  1. Criação do Mural de Regras de Convivência (20 minutos):
  • Convide as crianças a pensarem nas regras de convivência que consideram importantes e que gostariam de ver aplicadas na sala de aula.
  • Auxilie-as a escrever ou desenhar essas regras no mural, promovendo um momento de criatividade e expressão.

Após a Aula

  1. Reflexão e Avaliação:
  • Reserve um momento para refletir sobre o desenvolvimento da aula: o que funcionou bem, o que pode ser melhorado, e como as crianças reagiram às atividades.
  • Considere métodos para integrar a experiência da aula em atividades futuras, reforçando continuamente os conceitos de respeito mútuo e cooperação.
  1. Comunicação com Pais e Responsáveis:
  • Prepare um breve resumo da aula para compartilhar com pais e responsáveis, incluindo fotos do mural de regras de convivência, se possível.
  • Encoraje as famílias a conversarem com seus filhos sobre o que aprenderam e como podem praticar as regras de convivência em casa.

Seguir este plano de aula passo a passo não só facilitará a implementação das atividades propostas mas também promoverá um ambiente de aprendizagem significativo e respeitoso, contribuindo para o desenvolvimento socioemocional das crianças.

Sugestão de Jogo Cooperativo

Jogo Cooperativo: “A Teia da Amizade”

Objetivo do Jogo: Promover a cooperação, a comunicação e o entendimento da importância de trabalhar juntos, além de fortalecer os laços de amizade entre as crianças.

Idade Recomendada: Educação Infantil (4 a 5 anos).

Materiais Necessários:

  • Um rolo de barbante ou lã;
  • Espaço livre e seguro para as crianças se movimentarem.

Número de Participantes: Ideal para grupos de 8 a 15 crianças.

Como Jogar:

  1. Preparação:
  • Reúna as crianças em um círculo, sentadas ou em pé, em um espaço aberto onde possam interagir livremente.
  • Segure o início do rolo de barbante e explique às crianças que elas vão construir uma teia, símbolo de suas conexões e amizade.
  1. Início do Jogo:
  • Comece o jogo segurando a ponta do barbante e compartilhe uma regra de convivência que você acha importante (por exemplo, “escutar quando outra pessoa está falando”).
  • Enquanto mantém a ponta do barbante, passe o rolo para uma criança, escolhida por você, que então segura uma parte do barbante e passa o rolo adiante.
  1. Desenvolvimento:
  • A criança que recebe o barbante deve também compartilhar uma regra de convivência antes de passar o rolo para outra criança. Ela pode escolher qualquer colega, mas deve segurar firmemente sua parte do barbante, começando a formar uma teia entre eles.
  • O processo continua até que todos tenham segurado o barbante e compartilhado uma regra.
  1. Conclusão do Jogo:
  • Uma vez que todos tenham participado, destacará-se que, juntos, formaram uma teia interconectada, simbolizando como as ações de cada um podem afetar todos os outros no grupo.
  • Discuta brevemente como se sentiram durante o jogo e o que aprenderam sobre trabalhar em conjunto e sobre as regras de convivência compartilhadas.
  1. Reflexão Final:
  • Encerre o jogo com uma conversa sobre a importância de cada um na sala de aula e como, juntos, podem criar um ambiente harmonioso e respeitoso.
  • Pode-se finalizar cortando suavemente o barbante entre eles, enfatizando que, mesmo sem o barbante físico, a conexão e a cooperação continuam.

Este jogo não só enfatiza a importância de regras positivas de convivência como também promove a ideia de que todos na classe estão conectados e que a cooperação e o respeito mútuo são fundamentais para criar um ambiente de aprendizagem positivo e acolhedor.

Texto Sugerido

História Lúdica: “A Aventura de Léo e Mia na Ilha das Regras”

Era uma vez, em uma terra não muito distante, dois amigos inseparáveis, Léo e Mia, que adoravam explorar novos lugares. Certa manhã ensolarada, eles encontraram um mapa antigo em um baú no sótão da avó de Mia. O mapa mostrava o caminho para uma ilha misteriosa chamada “Ilha das Regras”. Movidos pela curiosidade e pela sede de aventura, Léo e Mia decidiram embarcar nessa jornada.

Após navegarem por mares agitados e céus claros, eles finalmente chegaram à Ilha das Regras. Ao desembarcarem, foram recebidos por um grupo de animais falantes, cada um com uma aparência mais peculiar que o outro. Havia um papagaio que usava óculos, um coelho com um relógio de bolso e uma tartaruga que carregava um livro maior que ela.

O papagaio, que se apresentou como Paulo, explicou: “Esta é a Ilha das Regras, onde aprendemos a conviver em harmonia. Aqui, cada um de nós segue regras de convivência que nos ajudam a viver melhor juntos. Mas, ultimamente, temos esquecido dessas regras, e a ilha está em desordem.”

Léo e Mia, querendo ajudar, perguntaram sobre essas regras. Paulo respondeu: “São simples, mas muito importantes. Por exemplo, ‘Escute com atenção quando alguém estiver falando’, ‘Compartilhe suas coisas’, ‘Respeite o espaço pessoal de todos’ e ‘Seja gentil e prestativo’.”

Os amigos, então, tiveram uma ideia: eles ajudariam os habitantes da ilha a lembrar e praticar essas regras por meio de um grande jogo. Eles organizaram equipes, criaram desafios e espalharam pistas pela ilha, cada uma ensinando uma regra importante de convivência.

À medida que os animais participavam do jogo, começaram a lembrar como era bom viver seguindo essas regras. A tartaruga Teresa compartilhou sua comida, o coelho Raul aprendeu a esperar sua vez para falar, e até o papagaio Paulo praticou ser mais paciente.

No final do dia, a ilha estava cheia de risadas, conversas e brincadeiras. Os animais agradeceram imensamente a Léo e Mia pela aventura que os lembrou da importância de conviver respeitosamente.

Léo e Mia se despediram dos novos amigos e partiram de volta para casa, sabendo que a verdadeira aventura estava em aprender a viver bem com os outros. E a Ilha das Reglas ficou conhecida como um lugar onde todos praticavam a arte da boa convivência, graças a dois aventureiros curiosos e seus novos amigos.

E assim, Léo e Mia aprenderam que, não importa onde estejam, as regras de convivência são o tesouro mais valioso para manter a harmonia e a amizade.


Essa história lúdica não só entretém as crianças mas também ensina valiosas lições sobre respeito, paciência, gentileza e a importância de regras de convivência para uma sociedade harmoniosa.

Autoria: Texto criado com ajuda de ferramenta de I.A.

Outras Atividades Sugeridas

Para complementar o plano de aula sobre regras de convivência na educação infantil, além do jogo cooperativo e da história lúdica, aqui estão outras atividades interessantes que podem ser utilizadas para reforçar o tema de maneira divertida e educativa:

1. Caixa de Diálogo

Objetivo: Estimular a expressão de sentimentos e a resolução de conflitos de forma respeitosa.

  • Como Fazer: Crie uma caixa decorada chamada “Caixa de Diálogo”. As crianças podem depositar nela perguntas, situações ou sentimentos escritos em papeis sobre convivência que gostariam de discutir em grupo. Em momentos específicos da rotina, selecione alguns desses papéis para serem lidos e discutidos em roda, promovendo a empatia e o respeito mútuo.

2. Teatro de Fantoches

Objetivo: Ilustrar situações do cotidiano que envolvam regras de convivência.

  • Como Fazer: Prepare um teatro de fantoches com histórias que abordem a temática da convivência, como compartilhar brinquedos, ajudar os colegas, ouvir quando o outro fala, etc. Após a apresentação, converse com as crianças sobre as lições aprendidas e como podem aplicá-las em seu dia a dia.

3. Mural das Boas Ações

Objetivo: Reconhecer e incentivar comportamentos positivos.

  • Como Fazer: Crie um mural na sala de aula onde são registradas as boas ações relacionadas às regras de convivência observadas entre as crianças. Use desenhos, fotos ou escritas feitas pelas próprias crianças. Este mural serve tanto para valorizar comportamentos positivos quanto para servir de exemplo para os demais.

4. Circuito de Cooperação

Objetivo: Promover a cooperação e o trabalho em equipe.

  • Como Fazer: Monte um circuito com várias estações de atividades que exijam cooperação para serem completadas, como montar um quebra-cabeça grande em equipe, transportar um objeto juntos sem deixar cair, ou construir uma torre com blocos. Cada estação deve ser projetada para que as crianças precisem ajudar umas às outras, reforçando a ideia de que juntos podemos alcançar mais.

5. Árvore dos Desejos

Objetivo: Encorajar a expressão de desejos positivos para a comunidade escolar.

  • Como Fazer: Crie uma grande árvore no papel pardo ou em uma lona, e forneça recortes de folhas de papel. As crianças podem escrever ou desenhar em uma folha um desejo que tenham para melhorar a convivência na sala de aula ou na escola e, em seguida, pendurar na árvore. Periodicamente, discuta alguns desses desejos em grupo e pense em maneiras de torná-los realidade.

6. Jornada da Empatia

Objetivo: Desenvolver empatia e compreensão pelas emoções dos outros.

  • Como Fazer: Prepare uma atividade onde as crianças possam “caminhar nos sapatos de outra pessoa”. Isto pode ser feito através de histórias ou pequenas encenações onde elas assumem o papel de outro colega ou personagem em diversas situações, discutindo depois como se sentiram.

Incorporar essas atividades ao currículo ajuda a criar um ambiente escolar mais empático e respeitoso, incentivando as crianças a valorizar as regras de convivência e a importância de viver harmoniosamente em comunidade.

Conclusão

Ao implementar um plano de aula com regras de convivência na educação infantil, os professores podem ajudar as crianças a desenvolver habilidades sociais importantes, como respeito, empatia e cooperação. Além disso, essa prática está em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que estabelece a importância da formação integral dos estudantes, incluindo o desenvolvimento de valores éticos e morais.

Para elaborar um plano de aula que contemple as regras de convivência, é importante que os professores levem em consideração as características da turma e as necessidades individuais de cada aluno. É fundamental que as regras sejam claras e objetivas, para que todos possam compreendê-las e segui-las.

Além disso, é importante que as regras sejam construídas de forma coletiva, com a participação das crianças. Dessa forma, elas se sentirão mais envolvidas e comprometidas com o processo de aprendizagem e com o cumprimento das regras estabelecidas.

É fundamental que os professores estejam preparados para lidar com situações em que as regras são quebradas. É importante que eles tenham estratégias pedagógicas para trabalhar essas situações de forma construtiva, de modo a promover a reflexão e o aprendizado das crianças.

Ao implementar um plano de aula com regras de convivência na educação infantil, os professores estão contribuindo para a formação integral dos estudantes, de acordo com o que preconiza a BNCC. Com uma abordagem pedagógica adequada, é possível promover o desenvolvimento de habilidades sociais importantes e formar cidadãos mais conscientes e responsáveis.

5/5 - (2 votes)
Compartilhe este Post!

1 comentário em “Plano de Aula Regras de Convivência: Educação Infantil”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Milhares de Professores Já Estão Desfrutando dos Benefícios de Nossa Assinatura!

Atenção! Por Tempo Limitado: Assine e Ganhe 1000 Atividades para Imprimir!👇

Seja ASSINANTE e Tenha Acesso Integral:

check box Planos de Aula para Educação Infantil;
check box Planos de Aula com Códigos da BNCC;
check box Ideias e Dicas de Atividades;

check box Passo a Passo de Aulas;
check box Ferramentas Inteligentes;
check box Brindes de Atividades Para Imprimir!

Atenção! Por tempo limitado: Assine e Ganhe 1000 Atividades para Imprimir!👇