Pular para o conteúdo
Início » Mapa do Site » Plano de Aula Pronto: Adição e Subtração para o 2º ano

Plano de Aula Pronto: Adição e Subtração para o 2º ano

Este artigo não é apenas um guia educacional, mas sim uma porta de entrada para desmistificar os desafios do ensino de adição e subtração para os alunos do 2º ano do ensino fundamental. Ao desenvolvermos um plano de aula sobre adição e subtração, nossa missão é clara: fornecer uma visão abrangente e prática, compartilhando ideias de atividades envolventes que estimulam o aprendizado e promovem uma compreensão sólida desses conceitos matemáticos essenciais.

Planos ProntosAmostras
Educação InfantilAmostra Grátis
Fundamental 1Amostra Grátis
Fundamental 2Amostra Grátis
Ensino MédioAmostra Grátis
Planos de Aula Prontos e Editáveis com Códigos da BNCC

Prepare-se para uma jornada repleta de insights sobre as habilidades e objetivos de aprendizagem, abordagem dos conceitos fundamentais, além de uma intrigante imersão no sistema de numeração decimal.

Ao longo desta jornada, responderemos às perguntas mais frequentes que permeiam o ensino de adição e subtração para o 2º ano, oferecendo soluções práticas para tornar a experiência de aprendizagem mais acessível e cativante.

Seja você um educador buscando novas abordagens ou um pai engajado na jornada educacional de seu filho, este artigo é seu guia essencial para criar um ambiente de aprendizagem matemática vibrante e estimulante.

Vamos explorar juntos o emocionante mundo dos números!

Confira ao final um plano de aula pronto sobre adição e subtração para alunos do 2º ano do ensino fundamental. Use e adapte livremente com sua turma.

Adição e Subtração para o 2º ano

De acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), os alunos do 2º ano devem ser capazes de realizar adição e subtração com números até 100.

É importante que os alunos entendam os conceitos fundamentais da adição e subtração, como propriedades comutativas e associativas, para que possam aplicá-los em problemas mais complexos no futuro.

Este plano de aula ajudará a fornecer aos alunos uma base sólida para o ensino futuro.

Pontos Principais

  • Um plano de aula para adição e subtração no 2º ano do ensino fundamental é primordial para que os alunos possam desenvolver suas habilidades matemáticas.
  • Os alunos do 2º ano devem ser capazes de realizar adição e subtração com números até 100 de acordo com a BNCC.
  • É importante que os alunos entendam os conceitos fundamentais da adição e subtração, como propriedades comutativas e associativas, para que possam aplicá-los em problemas mais complexos no futuro.

Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Base Nacional Comum Curricular

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos brasileiros têm direito de aprender em cada etapa da educação básica.

Pós em Educação Especial Inclusiva
Pós em Gestão Escolar
Pós em Alfabetização e Letramento
Pós em Psicopedagogia
* Consulte os descontos e condições na página de cada curso

A BNCC foi aprovada em 2017 e é obrigatória para todas as escolas do país.

EF02MA05 – Construção dos Fatos Básicos da Adição e Subtração

A habilidade EF02MA05 da BNCC é responsável por garantir que os alunos do segundo ano do ensino fundamental sejam capazes de construir os fatos básicos da adição e subtração.

Isso significa que eles devem ser capazes de realizar operações simples de adição e subtração mentalmente, sem a ajuda de materiais concretos.

Para que isso seja possível, é importante que os alunos tenham uma compreensão sólida dos conceitos matemáticos envolvidos na adição e subtração, como a ideia de que a adição é uma operação que aumenta a quantidade de objetos e a subtração é uma operação que diminui a quantidade de objetos.

Habilidades e Objetivos de Aprendizagem

Além da habilidade EF02MA05, a BNCC também define outras habilidades e objetivos de aprendizagem relacionados à adição e subtração para os alunos do segundo ano do ensino fundamental.

Essas habilidades incluem:

  • Identificar e escrever os números até 100;
  • Resolver problemas simples de adição e subtração com números até 20;
  • Compreender a relação entre a adição e a subtração, reconhecendo que a subtração é a operação inversa da adição.

Ao desenvolver o plano de aula de adição e subtração para o segundo ano do ensino fundamental, é importante levar em consideração essas habilidades e objetivos de aprendizagem definidos pela BNCC.

Dessa forma, os alunos terão a oportunidade de desenvolver as competências necessárias para avançar em sua educação matemática.

Conceitos Fundamentais

Adição e Subtração como Operações Matemáticas

Ao ensinar adição e subtração para alunos do 2º ano do ensino fundamental, é importante que os conceitos fundamentais sejam claramente entendidos.

Nesta seção, serão abordados os conceitos-chave de adição e subtração, bem como o sistema de numeração decimal e o valor de lugar.

Adição e Subtração como Operações Matemáticas

A adição e a subtração são operações matemáticas fundamentais. A adição é a operação que combina duas ou mais quantidades para encontrar a quantidade total, enquanto a subtração é a operação que encontra a diferença entre duas quantidades.

Esses conceitos são essenciais para a compreensão de outras operações matemáticas, como multiplicação e divisão.

Sistema de Numeração Decimal e Valor de Lugar

O sistema de numeração decimal é o sistema numérico mais comum e é usado em todo o mundo.

É um sistema de base 10 que usa os dígitos de 0 a 9 para representar números. Cada dígito tem um valor de lugar, que é determinado pela ordem em que aparece no número.

O valor de lugar é importante para entender como os números são construídos e como as operações matemáticas são realizadas.

Na adição e subtração, é importante que os alunos entendam o valor de lugar para realizar as operações corretamente.

Por exemplo, na adição de dois números de duas casas decimais, é necessário somar as unidades primeiro, depois as dezenas, e assim por diante.

Isso é essencial para evitar erros comuns, como a troca de dígitos em um número.

Estratégias de Ensino

Criação de Situações Problema

Para o ensino de adição e subtração no 2º ano do Ensino Fundamental, é importante que o professor utilize diversas estratégias de ensino que permitam ao aluno compreender os conceitos matemáticos de forma clara e objetiva.

Dentre as estratégias mais eficientes, destacam-se:

Criação de Situações Problema

A criação de situações problema é uma excelente estratégia para o ensino de adição e subtração.

O professor pode elaborar situações do cotidiano dos alunos, como por exemplo, a compra de alimentos em uma feira, para que os alunos possam utilizar a adição e a subtração para calcular o valor total da compra e o troco a ser recebido.

Jogos Educativos e Atividades Interativas

Os jogos educativos e as atividades interativas são ótimas estratégias para o ensino de adição e subtração.

Eles permitem que os alunos aprendam de forma lúdica e divertida, tornando o processo de aprendizagem mais agradável.

Alguns exemplos de jogos educativos são o jogo da memória, o dominó e o bingo.

Rotinas e Chamadas

O uso de rotinas e chamadas é uma estratégia simples, mas eficiente para o ensino de adição e subtração.

O professor pode realizar atividades diárias, como a chamada da turma, utilizando a adição e a subtração para contabilizar a quantidade de alunos presentes e ausentes.

Além disso, é possível utilizar a adição e a subtração para calcular o número de alunos que realizaram uma determinada tarefa ou atividade.

Recursos Didáticos

Material Dourado e Blocos Lógicos

O plano de aula de adição e subtração para o 2º ano do ensino fundamental pode ser enriquecido com diversos recursos didáticos que auxiliam no processo de aprendizagem dos alunos.

Dentre os recursos mais utilizados, destacam-se o Material Dourado e Blocos Lógicos, Jogo dos Dados e Cartas Numéricas, e Atividades Impressas e Digitais.

Material Dourado e Blocos Lógicos

O Material Dourado e os Blocos Lógicos são recursos que permitem aos alunos visualizar e manipular as quantidades, tornando o aprendizado mais concreto e significativo.

Com o Material Dourado, os alunos podem representar as quantidades por meio de blocos de diferentes cores e tamanhos, facilitando a compreensão das operações de adição e subtração.

Já os Blocos Lógicos permitem a construção de sequências lógicas e a identificação de padrões numéricos.

Jogo dos Dados, Cartas Numéricas e Caixa Surpresa

O Jogo dos Dados e as Cartas Numéricas são recursos que tornam o aprendizado mais lúdico e divertido.

Com o Jogo dos Dados, os alunos podem jogar dados e realizar operações de adição e subtração, tornando o aprendizado mais dinâmico.

Já as Cartas Numéricas permitem a realização de jogos de memória e outras atividades que envolvem a identificação e comparação de números.

Quanto à Caixa Surpresa, confira como implementar a dinâmica usando o exemplo a seguir: Plano de Aula Caixa Surpresa para Alunos da Educação Infantil (Adapte para os alunos do 2º ano).

Atividades Impressas e Digitais

As Atividades Impressas e Digitais são recursos que permitem a realização de atividades em sala de aula e em casa.

Com as atividades impressas, os alunos podem resolver exercícios de adição e subtração e fixar o conteúdo aprendido.

Já as atividades digitais permitem a realização de jogos e outras atividades interativas que tornam o aprendizado mais atraente e envolvente.

Para a utilização desses recursos, é necessário que o professor tenha acesso aos materiais e recursos necessários, como o Material Dourado, os Blocos Lógicos, os jogos de dados e as cartas numéricas, e as atividades impressas e digitais.

Com esses recursos, é possível tornar o processo de aprendizagem mais dinâmico e significativo, contribuindo para o sucesso dos alunos no aprendizado de adição e subtração.

Avaliação e Acompanhamento do Aprendizado

Estratégias de Avaliação Contínua

O plano de aula de adição e subtração para o segundo ano do ensino fundamental deve incluir estratégias de avaliação contínua para acompanhar o progresso dos alunos.

A avaliação deve ser feita de forma clara e objetiva para que o aluno entenda seu desempenho e possa melhorar seu aprendizado.

Estratégias de Avaliação Contínua

Para avaliar o aprendizado dos alunos, é importante utilizar diferentes formas de avaliação, como provas, exercícios em sala de aula, trabalhos em grupo e atividades práticas.

É importante que as avaliações sejam feitas de forma frequente e que os resultados sejam comunicados aos alunos e seus pais ou responsáveis.

A avaliação contínua permite que o professor identifique as dificuldades dos alunos e possa corrigi-las ao longo do processo de aprendizagem.

Além disso, a avaliação contínua permite que o professor adapte o plano de aula de acordo com as necessidades e habilidades dos alunos.

Atividades para Casa e Fixação

As atividades para casa e fixação são importantes para que os alunos possam praticar o que foi aprendido em sala de aula e fixar o conteúdo.

É importante que as atividades para casa sejam claras e objetivas, para que os alunos possam realizá-las sem dificuldades.

As atividades de fixação podem incluir jogos, exercícios de repetição e atividades práticas que estimulem o raciocínio lógico dos alunos.

É importante que as atividades de fixação sejam planejadas de forma agradável e lúdica, para que os alunos se sintam motivados a aprender.

O acompanhamento do aprendizado dos alunos é fundamental para que o professor possa identificar as dificuldades e corrigi-las ao longo do processo de aprendizagem.

As atividades para casa e fixação são importantes para que os alunos possam praticar o que foi aprendido em sala de aula e fixar o conteúdo.

Envolvimento dos Alunos

Plano de Aula de Adição e Subtração para o 2º ano
Plano de Aula de Adição e Subtração para o 2º ano

O envolvimento dos alunos é uma das principais preocupações dos professores ao elaborar um plano de aula de adição e subtração para o 2º ano do ensino fundamental.

Afinal, é importante que as crianças se sintam motivadas e interessadas para que possam aprender de forma mais efetiva.

Para isso, existem diversas estratégias que podem ser adotadas.

Leia o artigo: Sintomas de Déficit de Atenção: Como identificar em seus alunos

Trabalho em Grupos e Discussões em Sala

Uma das formas de envolver os alunos é por meio do trabalho em grupos e discussões em sala de aula. Isso permite que as crianças interajam entre si, troquem ideias e se ajudem mutuamente.

Além disso, o trabalho em grupo estimula a cooperação e o respeito às diferenças, o que é fundamental para o desenvolvimento social e emocional dos alunos.

Merenda Pedagógica e Atividades Lúdicas

Outra estratégia que pode ser adotada é a utilização de merenda pedagógica e atividades lúdicas.

A merenda pedagógica consiste em oferecer alimentos saudáveis e nutritivos aos alunos, ao mesmo tempo em que se trabalha conceitos relacionados à alimentação e à saúde.

Já as atividades lúdicas são importantes para estimular a criatividade e o interesse dos alunos, tornando o aprendizado mais divertido e prazeroso.

Plano de Aula Pronto

Confira a seguir um exemplo de plano de aula pronto sobre adição e subtração.

Plano de Aula: Adição e Subtração para Alunos do 2º Ano do Ensino Fundamental

Objetivo Geral: Desenvolver o raciocínio lógico-matemático dos alunos, introduzindo e aprimorando conceitos de adição e subtração por meio de atividades lúdicas e práticas.

Objetivos Específicos:

  1. Compreender o significado de adição e subtração.
  2. Desenvolver estratégias para resolver problemas envolvendo adição e subtração.
  3. Reforçar a importância da aplicação dos conceitos matemáticos no cotidiano.

Campo de Experiência: Área de Linguagens – Matemática.

Passo a Passo:

1. Aquecimento (15 minutos):

  • Apresentação de um jogo interativo para estimular o raciocínio lógico, como “Bingo da Adição”. Cartelas com operações de adição são distribuídas, e os alunos marcam as respostas corretas.
  • Discussão breve sobre o que é adição e como ela se relaciona com situações cotidianas.

2. Introdução (15 minutos):

  • Leitura de uma história curta ou apresentação de um vídeo educativo que explore situações em que a adição é necessária, como somar brinquedos, frutas ou objetos.
  • Discussão em grupo sobre o que foi aprendido na história e como a adição está presente em suas vidas.

3. Atividade Prática – Adição (30 minutos):

  • Distribuição de materiais manipulativos, como blocos de montar ou fichas coloridas.
  • Proposição de problemas simples de adição, permitindo que os alunos usem os materiais para representar visualmente as operações.
  • Exemplo de problema: “Se você tem 3 maçãs e ganha mais 2, quantas maçãs você terá no total?”

4. Discussão em Grupo (15 minutos):

  • Os alunos compartilham as estratégias utilizadas para resolver os problemas.
  • Exploração de diferentes formas de representar a adição, como desenhos, símbolos e palavras.

5. Atividade Lúdica – Subtração (20 minutos):

  • Uso de jogos como “Pescaria da Subtração”, onde os alunos pescam peixes com números e devem resolver problemas de subtração para ganhar pontos.
  • Exemplo de problema: “Se você tem 5 peixes e devolve 2 para o lago, quantos peixes restam?”

6. Aplicação Prática (20 minutos):

  • Resolução de problemas do cotidiano que envolvam adição e subtração, incentivando os alunos a aplicarem os conceitos aprendidos.
  • Discussão em grupo sobre as soluções encontradas e a importância desses conceitos em situações reais.

7. Avaliação (15 minutos):

  • Realização de atividades individuais para verificar a compreensão dos conceitos.
  • Observação das interações durante as atividades em grupo e participação nas discussões.

Recursos:

  • Cartelas de Bingo da Adição.
  • Materiais manipulativos (blocos de montar, fichas coloridas).
  • Histórias ou vídeos educativos.
  • Jogos interativos (Pescaria da Subtração).
  • Problemas do cotidiano para aplicação prática.

Avaliação: A avaliação será contínua, observando a participação dos alunos, a compreensão dos conceitos, a aplicação prática dos mesmos e a resolução de problemas durante as atividades propostas.

Observação: O plano de aula pode ser adaptado conforme a necessidade e o ritmo da turma. O objetivo é proporcionar uma aprendizagem significativa, utilizando recursos lúdicos e práticos para consolidar os conceitos de adição e subtração.

Perguntas Frequentes

ensinar adição e subtração

Quais estratégias podem ser utilizadas para ensinar adição e subtração no 2º ano do Ensino Fundamental?

Existem diversas estratégias que podem ser utilizadas para ensinar adição e subtração no 2º ano do Ensino Fundamental. Uma opção é utilizar materiais concretos, como blocos de montar, palitos de sorvete ou fichas coloridas, para ajudar os alunos a visualizar e compreender melhor os conceitos. Outra estratégia é utilizar jogos e atividades lúdicas, que tornam o aprendizado mais divertido e engajador.

Como alinhar o plano de aula de adição e subtração com as habilidades da BNCC para o 2º ano?

Para alinhar o plano de aula de adição e subtração com as habilidades da BNCC para o 2º ano, é importante consultar o documento e verificar quais são as habilidades específicas que os alunos devem desenvolver nessa etapa. É necessário que o plano de aula esteja em conformidade com as competências e habilidades previstas pela BNCC, para que os alunos possam desenvolver as habilidades necessárias para o seu desenvolvimento.

Qual a importância de ensinar adição e subtração no contexto da Matemática para o 2º ano?

A adição e subtração são fundamentais para o desenvolvimento da Matemática no 2º ano do Ensino Fundamental. Através do ensino dessas operações, os alunos são capazes de desenvolver habilidades importantes, como raciocínio lógico, resolução de problemas e criatividade. Além disso, a adição e subtração são operações básicas que são utilizadas em diversas situações cotidianas, como em compras, cálculo de tempo e em outras atividades.

Como desenvolver atividades práticas de adição e subtração para alunos do 2º ano?

Para desenvolver atividades práticas de adição e subtração para alunos do 2º ano, é importante utilizar materiais concretos, jogos e atividades lúdicas. Além disso, é importante variar os tipos de atividades, para que os alunos possam desenvolver diferentes habilidades e competências. É importante que as atividades sejam desafiadoras, mas ao mesmo tempo acessíveis e adequadas ao nível de desenvolvimento dos alunos.

Quais são os objetivos específicos ao trabalhar adição e subtração com estudantes do 2º ano?

Os objetivos específicos ao trabalhar adição e subtração com estudantes do 2º ano incluem o desenvolvimento do raciocínio lógico, a capacidade de resolver problemas matemáticos, a compreensão dos conceitos de adição e subtração e a aplicação desses conceitos em situações cotidianas. Além disso, é importante que os alunos desenvolvam a capacidade de trabalhar em equipe, de comunicar suas ideias e de aprender com os erros.

Como avaliar o aprendizado dos alunos em adição e subtração no 2º ano do Ensino Fundamental?

Para avaliar o aprendizado dos alunos em adição e subtração no 2º ano do Ensino Fundamental, é importante utilizar diferentes estratégias, como observação, registro de atividades, provas e testes. É importante que a avaliação seja contínua e que leve em consideração o desenvolvimento individual de cada aluno. Além disso, é importante que os alunos recebam feedbacks construtivos, que os ajudem a identificar seus pontos fortes e fracos e a desenvolver suas habilidades.

5/5 - (1 vote)
Compartilhe este Post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *